Energizando o Timo- Equilibrando os hemisférios cerebrais

04/05/2015 20:01

 

EQUILIBRANDO OS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS

 

Pesquisas feitas por neurologistas nas duas últimas décadas mostraram que, em vez de um cérebro, temos dois, ou melhor, os dois hemisférios cerebrais têm características e funções diferentes.

O esquerdo está relacionado com o pensamento especulativo, com a atividade verbal, com a razão, a matemática, a intelectualidade... O direito está para as atividades artísticas, para a poesia, para a arte, para a intuição, para a percepção, para a chamada inteligência espacial...

Quando os dois funcionam plenamente e estão integrados um ao outro (em sinergia), o ser humano manifesta elevado grau de eficiência e criatividade; sua energia está altamente concentrada e mais vigorosa se encontra a glândula timo, condição de alta eficiência imunológica.

O estresse, infelizmente, está tornando raras estas tão desejáveis condições de equilíbrio cerebral.

 

BOTÕES DE CONCENTRAÇÃO

Os mestres do Yoga há milênios ensinaram uma técnica que chamavam kechari mudra. Consiste em pressionar o céu da boca com a ponta da língua.

Podemos estimular o timo, dando-lhe umas pancadinhas ou ativá-lo reflexamente, colocando a ponta da língua de encontro à abóbada palatina, no que podíamos chamar de "botão de concentração".

Esta técnica tão discreta, que nos ajuda a administrar o estresse e estimula o sistema imunológico e, portanto, propiciadora de saúde e criatividade, pode ser praticada a qualquer hora, pois ninguém a percebe.

Funciona como um "pronto socorro" quando, digamos, durante uma reunião, os debates começam a nos estressar.

ENERGIZANDO O TIMO

Vale a pena insistir um pouco, falando sobre a preciosa glândula endócrina denominada timo que, quando estimulada, carregada de energia, garante vigilância imunológica, controla o fluxo da energia no corpo, amortece o impacto traumatizante do estresse, e, por tudo isto, assegura saúde e retarda a velhice.

Derivada do grego, a palavra timo lembra força vital, sensibilidade, alma, alento...

O timo é extremamente sensível a todas as formas de sensações, pressões psicológicas, sentimentos e emoções, a todos os estímulos externos e internos.

Alguns estímulos deprimem. Outros o revigoram. No mundo estressante e agressivo em que vivemos o que mais acontece, lamentavelmente, é sua debilitação. Se nada fizermos para reerguê-lo, revigorá-lo, fortalecê-lo... pobres de nossas defesas orgânicas. Tornamo-nos vítimas da imunodepressão.

Há uma técnica demasiadamente simples de energizar o timo. Sempre à mão. Não obstante parecendo tão ingênua e simplória, ameniza os estragos produzidos pelo estresse.
É uma das mais fecundas contribuições propostas pelo Dr. Diamond.

Execução - Singelíssima! Tamborilar com os dedos aquele osso que parece a lâmina de um facão, no centro do peito, no qual as costelas se inserem. O timo fica embaixo dele, 
na altura da inserção da segunda costela. Para encontrar, toque a clavícula e, a partir daí, conte a primeira costela, que é curta, e logo depois vem a segunda, mais longa. 
É exatamente nesta altura que você deve dar umas pancadinhas no esterno. Isto revigora o timo.

Observações - Os toques devem ser feitos diretamente sobre a pele. Sempre que sentir ameaça de estresse, recorra a este abençoado truque. É mais um "pronto socorro" à mão. Sob a análise da fórmula custo-benefíco, é um excelente negócio. Parece milagre que, sem medicamento e sem equipamento, você controla o estresse e evita a imunodepressão.

 


 

 

Texto do livro "Saúde na Terceira Idade" Autor: Hermógenes

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!