Bioenergia - A Dimensão Energética do Homem

16/08/2015 11:42

Conceito físico de energia

O que é energia? De acordo com a definição científica da Física, energia é a capacidade de se realizar trabalho. É importante notar que esta definição técnica diz respeito ao efeito provocado pela energia e não a energia em si mesma. Desta forma não existe um consenso para definição de energia. Como energia física, temos um grupo que rege o funcionamento da realidade material. Como exemplo podemos citar a energia eletromagnética com o seu amplo espectro, a energia elétrica, a energia nuclear(contida no interior do núcleo atômico liberada por fissão nuclear), entre outras. Tais energias são de uma certa forma mensuráveis, pois se propagam dentro do eixo espaço-tempo. 

Freqüência e vibração

Os conceitos de freqüência e vibração só podem ser aplicados às energias físicas, pois estas envolvem a relação de deslocamento no eixo do espaço e a duração deste deslocamento( tempo). Tomemos como exemplo a energia elétrica, o fluxo de elétron na eletricidade, descreve uma determinada trajetória num determinado período, estabelecendo assim um padrão de onda. Dependendo do número de ciclos que este elétron desenvolverá, teremos uma freqüência que por sua vez apresetará uma vibração específica. Portanto a freqüencia é representada matematicamente pela seguinte fórmula: F= 1/T(freqüência igual a um ciclo por determinado período) 

Energias físicas, bioenergia e energia espiritual 

É importante entendermos que bioenergia e energia espiritual não possuem propriedades físicas e portanto não se relacionam essencialmente com o tempo e o espaço. Sendo assim passam a ter um outro nível de comportamento, porém preservam o conceito físico de energia, pois realizam trabalho. 

Por volta de 1850 com a descoberta pela ciência do eletromagnetismo, os espiritualistas, espíritas e esotéricos daquela época, viram no conceito de eletromagnetismo uma ótima base científica plauzível para justificar certos fenômenos espirituais que envolviam as bioenergias. Pelo fato destas energias não serem mensuráveis e o eletromagnetismo embora invisível tinha comprovação científica de seus efeitos, boa parte dos espiritualistas passou a aplicar conceitos comuns ao eletromagnetismo na área espiritual numa tentativa de tornar as teorias espirituais aceitáveis pela sociedade e comunidade científica vigente naquela época. Hoje em dia a grande maioria dos espiritualistas insistem em preservar este erro conceitual ao tentarem explicar o espiritual. Por exemplo, é muito comum ouvirmos em certas correntes filosóficas espiritualistas as seguintes afirmações: " Temos que elevar as nossas vibrações...", " Vamos vibrar positivamente...", " tal espírito tem uma freqüência elevada...". Tanto vibração quanto freqüência não possuem propriedades que as conceitue como boas ou más, vibração bem como freqüência são apenas comportamentos físicos de um determinado tipo de onda. 

Consciência, força vital e energia espiritual 

Para se conceber a possibilidade de manipular e dominar conscientemente a dimensão das bioenergias, torna-se fundamental admitirmos que essencialmente somos um princípio puramente espiritual. Quando mencionamos a característica espiritual, estamos atribuindo à consciência ou espírito a capacidade de ação, de manifestação e portanto de existência sem relação com a matéria física. Ou seja, essencialmente, tal princípio plenamente atuante é insubstancial embora tenha o poder de realizar trabalho e de afetar estruturas materiais. 

Assim podemos entender que esta entidade insubstancial manifesta um potencial energético espiritual ao qual a matéria física se submete. Para exemplificarmos melhor, tomemos o funcionamento do corpo; neste, percebemos claramente que algo o anima ('animus', alma) e o manipula totalmente de maneira inteligente, tudo isso a partir da capacidade do pensamento, produto desta atividade espiritual. No momento em que este corpo não nos possuir como princípio que o vivifica, o mesmo ficará inerte e cederá as influências do meio que o transformará em algo mais simples. Obviamente que sem a nossa presença no corpo, o mesmo exigirá um grupo de pessoas para carregá-lo em seu processo final: o retorno a terra. Enquanto que espiritualmente e a partir de nossas consciências, carregávamos e o fazíamos agir e se articular. Pensemos nisso! 

Força vital e energia espiritual 

Vimos que de fato é a consciência o princípio que mantém o corpo vivo. A maneira pela qual a consciência se expressa através do corpo envolve o controle de uma força vital. Esta energia vital está dispersa por toda a atmosfera bem como todo o universo e permeia tudo que existe. Esta energia é comumente conhecida como prana nas correntes filosóficas Hindu, Ki no Japão, Chi na China, energia orgônica nome dado pelo médico alemão Willhelm Reich, entre outros nomes. Todo o funcionamento do corpo bem como o comportamento emocional e o estado de saúde, depende de um bom fluxo desta energia em nosso sistema. A energia espiritual emanada pelo espírito governa o fluxo desta força vital. Para isso desenvolvemos um complexo bioenergético que coexiste com o corpo físico de maneira a fazer com que a ação espiritual e o fluxo vital juntos, atuem sincronicamente. Somos dotados de um sistema energético-espiritual integrado que antecede a expressão material. 

A energia bioelétrica, força vital e energia espiritual 

Toda matéria física é dotada de partículas. Em última instância poderíamos tomar o átomo como sendo a unidade básica que constituem a matéria física. Obviamente temos a comprovação científica da existência de sub-partículas muito menores que o próprio átomo que constituem o mundo quântico. Mas se observarmos o átomo como uma estrutura básica da matéria, veremos que o mesmo é formado por um núcleo e ao redor deste núcleo, existem partículas saltitantes conhecidas como elétrons. 

Esta atividade incessante dos elétrons ao redor do núcleo do átomo é chamada de atividade eletrônica ou eletromagnética. Isto significa que a matéria física produz energia. Até mesmo a matéria inerte possui energia, mas em virtude da ausência de um comportamento molecular mais dinâmico (comum a uma entidade viva), esta energia fica inscrita na própria matéria inerte. Já em relação a nossa matéria, esta energia produzida pelo comportamento eletrônico se expressa dinamicamente uma vez que possuimos o componente bio. Isto é, as moléculas de um sistema biológico se movimentam constantemente e isso faz com que esta energia física se propague para além dos limites da pele podendo chegar a 5 ou até 10 centímetros de distância. 

Por ser uma atividade energética oriunda de todo o corpo, esta energia se conforma como uma espécie de campo ou duplo eletromagnético ao redor do corpo. A este duplo chamaremos de duplo bioelétrico. Antigamente, esta mesma estrutura era chamada pelos esotéricos de duplo etérico, por ser uma emanação mais sutil do que a própria matéria que o gera. E sendo o éter uma substância bem volátil, foi um bom motivo para os esotéricos antigos associar o nome éter, etérico, a um duplo "volátil" da matéria. 

Estrutura do campo bioelétrico 

Este duplo bioelétrico é constituído de canais e linhas de força bem como vórtices bioelétricos. Os canais, as linhas de força e os vórtices são gerados por uma necessidade biológica de energia bioelétrica para a manutenção biológica 

Chakras e linhas de força bioelétrica 

Os vórtices formados nesta estrutura bioelétrica se projetam do interior do organismo até a parte mais excedente deste duplo bioelétrico, pois nesta região têm-se todos padrões bioelétricos mesclados como um banco de reserva. Na filosofia oriental os antigos chamavam estes centros de força bioelétricos de chakras (do sânscrito: rodas que giram) e as linhas de força bioelétrica de nádis. 

Todo este sistema bioelétrico de manutenção da vida se relaciona diretamente com o fluxo de força vital dispersa na atmosfera e que circula por esses terminais bioelétricos. Somos dotados de inúmeras linhas de forças, micro-vórtices e vórtices maiores. Os vórtices, ou chakras maiores são em número de sete e corresponde as áreas do corpo as quais concentram estruturas(glândulas, órgãos) e tecidos de grande densidade. Portanto temos: chakra coronário (no topo da cabeça), chakra frontal (fronte), laríngeo (centro da garganta), cardíaco (centro do peito), umbilical (acima do umbigo), pubiano (abaixo da linha da cintura) e básico (na base da coluna). Cada vórtice tem como função intrínsica permitir o fluxo bidirecional de energia bioelétrica até os tecidos correspondentes. 

A influência do espírito e a atividade bioelétrica 

O campo bioelétrico que interpenetra todo o corpo é hiper-sensível ao comportamento do espírito. Sendo assim, podemos dizer que esta atividade bioelétrica intermedia a ação do espírito e os efeitos no corpo físico. Na grande maioria, os vórtices bioelétricos tendem a ficar bloqueados em virtude da falta de estimulação e da inconstância espiritual (desequilíbrios emocionais). Se os principais chakras estiverem bloqueados bem como as linhas de força, isto acarretará numa descompensação bioelétrica em áreas do corpo que em última instância manifestarão somatizações (doenças). Para uma melhor integridade energética e biológica é imprescindível aprendermos a controlar o nosso complexo bioenergético. É possível promovermos ordenação espiritual e fazer com que esta ordem do espírito, atue no campo bioelétrico e em decorrência no físico. Neste tipo de ação, a energia espiritual passará a fluir também pelos vórtices bioelétricos e o resultado será um senso de ordem e equilíbrio integrando espírito, mente e corpo. Vale ressaltar que as energias espirituais dão forma e movimento, já as energias físicas dão potencial de ação. 

"Corpo" de consciência e Aura 

Enquanto princípio essencial e espiritual, a consciência ao longo de toda a sua jornada de experiências, integra em si mesma, conhecimento. A partir das memórias emocionais últimas (compreendidas e não compreendidas), no momento de encarnação, a consciência "elabora" a partir dos potenciais de ação (grupo de emoções) um corpo imaterial que melhor represente o seu momento de existência. Este corpo servirá de molde para orientar as células a formarem um corpo físico no momento da gestação. Além disso, esse corpo possui para-chakras que estabelecem relação direta com os chakras bioelétricos. Os para-chakras são formados no "corpo" de consciência, para que o espírito influêncie melhor o duplo bioelétrico e os seus chakras. Portanto cada chakra bioelétrico expressa aspectos do "corpo" de consciência (aspectos emocionais). 

Este corpo, por ser o reflexo do 'momentuum' do espírito, manifesta uma emanação espiritual que geralmente determinará a predisposição emocional para as escolhas. A esta emanação do corpo de consciência conhecemos como Aura. A aura é uma emanação direta do espírito e a mesma se relaciona com a "emanação" bioelétrica do corpo. Este corpo de consciência recebe inúmeros nomes de acordo com a linha de estudo que o aborda. Como por exemplo: perispírito (espiritismo), corpo astral (esoterismo), corpo biopsíquico (Rosa Cruz), entre outros. Vale frisar que a base de funcionamento da aura é emocional. E portanto, um único meio de equalizar, limpar a aura é nos recuperando a partir do apaziguamento das emoções. 

Padrões de bioenergias 

Poderemos alcançar equilíbrio dinâmico se soubermos como manifestar ordem espiritual e integrá-la ao nosso complexo psicofísico (espírito, corpo de consciência, campo bioelétrico e corpo físico). Isto nos levará a uma liberação energética, na qual os diversos padrões de força vital circularão livremente pela nossa constituição energética integrando-nos a criação. 

Os padrões de bioenergias que estamos expostos são: 

A) Energia vital cósmica (estelar, sideral);

B) Energia telúrica (energia emanada pelo planeta a partir da "metabolização" de energia vital cósmica. Esta energia é uma energia de estruturação, de sustentação, de geração, portanto extremamente básica;

C) Energia que flui pela atmosfera do planeta, também conhecida como prana. É a energia vital cósmica que assume as característica da atmosfera de um planeta;

D) Energias emanadas pelos seres vivos e pela natureza (plantas, rochas, mar, etc.)

É importante ressaltar que a bioenergia emanada por uma pessoa assume as propriedades mentais, volitivas (vontade), emocionais e espirituais. Cada chakra se relaciona com certos padrões de bioenergias do meio como veremos a seguir. 

Princípios e característica dos cakras 

Os chakras como vórtices bioelétricos são governados pelo estado espiritual (emocional) e se relacionam diretamente com as características intrínsicas do espírito e com vários padrões de energia do meio. Estas energias como já mencionado anteriormente, fluem pelos canais de força e pelos vórtices pelos quais estão inteligados. Veremos isoladamente certos aspectos (posição, função e características) dos macro-vórtices principais. 

1- chakra básico: Ligado aos testículos e ovário. Situado na base da coluna, sua abertura está direcionada para baixo. É um chakra que capta mais energia do que exterioriza. A energia por ele captada é a energia telúrica (da Terra). Esta energia é uma energia de estruturação vital para a sustentação do corpo. 

2- chakra pubiano: Ligado a área pubiana e da genitália se relaciona diretamente com a reprodução sexual. Determina o nível de sintonia sexual. A energia que sobe da terra pelo chakra básico alcança o chakra sexual e se transforma em energia sexual. 

3- chakra umbilical: Chakra situado um pouco acima do umbigo, está ligado ao pâncreas. Este chakra é o centro vital do corpo. As emoções inferiores tendem a se manifestarem neste chakra. É também considerado um centro de controle emocional. *(chakra de sustentação) chakra esplênico. É o único chakra ligado a todos os outros chakras. Este vórtice não exterioriza energia e sim capta e redistribui para o sistema. Está localizado na altura do baço. 

4- chakra cardíaco: Situado na altura do peito. Este chakra está envolvido nas trocas afetivas. É um ponto que determina a capacidade de interação nas relações humanas bem como com a própria existência. 

5- chakra laríngeo: Situado no centro da garganta. Este chakra está ligado a criatividade e tomada de decisão. Tende a ser o chakra mais bloqueado nas pessoas. Além disso, tem como função a filtragem emocional. 

6- chakra frontal: Situado no centro da testa, este chakra se relaciona com a percepção, clarividência, foco, concentração e está ligado a glândula pineal e a parte baixa do cérebro onde se formam as imagens. 

7- chakra coronário: ligado à pineal (interface e conexão espírito-corpo). Este chakra está voltado para capacidade de sentir, intuição e capta energia cósmica. A estimulação deste chakra auxilia na ativação da pineal, que por sua vez induz o cérebro a aceitar melhor o espiritual. 

Tipos de manipulação bioenergética 

A- Captação: Manipulação que envolve a abertura da Aura para captar energias do meio. O principal recurso para acionar o processo de captação de bioenergias é a vontade associada a uma intenção espiritual. 

B- Exteriorização: Propagação de bioenergias comumente pelas mãos, a partir dos chakras palmares. Todo o processo envolve a decisão e a intenção de fazê-lo. Ao exteriorizarmos bioenergia, estamos emanando energia de vontade, bioelétrico e energia espiritual. 

C- Circulação fechada: Manobra bioenergética que envolve a circulaçõ de bioenergia de modo fechado em nosso complexo. O objetivo é ativar a energia, chegando a um nível de aceleração que em última instância se transforma em pulsação dinâmica. Esta manobra pode ser usada como meio de auto-defesa energética. 

Campos de energias coletivas (Egrégoras) 

Os padrões de energias emanados num mesmo ambiente constituem as egrégoras espirituais. Estes campos de energia coletiva tendem a fortalecer padrões de maior recorrência. Desta forma temos inúmeros tipos de egrégoras. Como exemplo, podemos citar as seguintes: egrégoras de igreja, danceterias, residências, universidades, grupos de pessoas, etc. Somos constantemente afetados por esses campos energéticos que podem alterar nossa disposição emocional e física.

Por Horácio Frazão

www.cognytus.com.br

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!