Anomalia detectada na Lua e nos Planetas do Sistema Solar

02/05/2015 11:49

Há vários meses, cada vez mais pessoas estão alertando sobre a posição anômala da Lua em diversas fases do calendário lunar.

Para esclarecer ao leitor sobre as fases da Lua, podemos consultar a seguinte tabela da Wikipedia:

 

Fase da Lua

Fonte: Wikipedia

 

Em fevereiro de 2012 a fase lunar deveria ser a seguinte:

 

Fonte: astronomia.org

 

A fase de “Quarto Minguante” possui esta forma, repare que os países do Sul visualizarão a parte direita da Lua iluminada(visível).

 

Para confirmar o calendário perpétuo de fases lunares para o hemisfério sul, temos o seguinte gráfico:

Calendário lunar fevereiro de 2012

Fonte: Tu Tiempo

 

Mas o que está acontecendo com as fases da Lua que tanto está surpreendendo os observadores? O problema são estas fotos, tiradas em fevereiro deste ano(2012).

 

Quarto CRESCENTE em forma de “U”, foto do dia 27/02/2012

Fonte da imagem: rastationclub

 

Outra imagem tirada desde Havana, Cuba, por Roberto Suarez em 25/02/2012, também em forma de “U”.

 

Júpiter, Vênus e a Lua, foto de Roberto Suarez em 25/02/2012

Fonte da imagem: Outro lado da notícia

 

Ambas são fotos do Hemisfério Norte pelo que se supõe uma clara anomalia já que a crescente deveria ser vista como uma D.

Há três luas, ou três meses, que se observa a lua assim. Começa em crescente em forma de “U” e não em “D”, como era habitual até agora, e conforme passam os dias e aumenta a crescente, ou seja, a parte do disco lunar visível iluminada, vai se colocando dia a dia em sua posição “normal” (até agora) em “D” e até a lua cheia. Seria como, efetivamente, se estivesse oscilando por causa de alguma “força desconhecida”. Na fase minguante ocorre o mesmo, vai se colocando dia a dia em posição de “U” invertida, até a lua nova.

E no equador? Pois nem uma nem outra, sempre possui forma de “U” ou de “U” invertida.

Quanto mais ao equador, a Lua se vê mais “horizontal”, e quanto mais em direção aos pólos se vê mais “vertical”, embora obviamente girada em direção diferente em cada um.

 

Mapa Mundi

 

O que está ocorrendo é que as fotos foram tiradas ao norte do equador, e portanto, mostram a Lua como se fosse vista no próprio equador.

Com isto podemos começar a vislumbrar o que pode estar acontecendo. Algo está diferente na órbita da Terra ou com a da Lua ou talvez com ambas.

Nutação (do latím “nutare”, cabecear ou oscilar) é um movimento ligeiro irregular no eixo de rotação de objetos simétricos que giram sobre seu eixo. Exemplos comuns são os giroscópios e os planetas. Mais precisamente, uma nutação pura é o movimento do eixo de rotação que mantêm o primeiro ângulo de Euler (precessão) constante.

Para que entendamos melhor, o de precessão é o movimento de um pião PERPÉTUO e CONSTANTE, porém, isto não não é assim já que existe o movimento de nutação que faz com que seja irregular.

Quando um pião é jogado, a princípio o movimento é constante mas quando perde força o movimento vai ficando irregular até que finalmente para!

E isto é o que mais ou menos pode estar acontendo com a Terra.

Em Astronomía se denomina obliquidade da eclíptica (algumas vezes chamada também simplesmente obliquidade) à inclinação que apresenta o eixo de rotação da Terra em relação ao plano da eclíptica, e é a responsável pelas estações do ano.

A obliquidade em 2011 foi de 23° 26′ 16″ (23.4377º).1 . Em 1907 foi exatamente de 23° 27′. Ou seja, está diminuindo atualmente na razão de 0.47″ por ano, devido ao movimento terrestre denominado nutação.

Variação da obliquidade da eclíptica

É possível que o movimento de precessão esteja cada vez mais afetado por uma nutação cada vez mais irregular. Por outro lado, surgiu há poucas semanas a notícia de que a sonda europeia Vênus Express detectou que a rotação de Vênus REDUZIU(10/02/2012)!

E se isto não está acontecendo somente com Vênus, mas também em todos ou quase todos os corpos planetários do sistema solar?

O astrônomo aficionado ALOEUSS, informou como mediante a OBSERVAÇÂO, imprescindível para ser medianamente científico, detectou que a Lua reduziu também seu ritmo de rotação. A Lua CHEIA têm agora duração de 4 dias ao invés de 3.

E isto está acontecendo há 3 meses e ninguém percebeu?

Em 29/09/2011 a equipe StarViewer já havia detectado a anomalia lunar, publicando um artigoextenso sobre o assunto.

Observadores de todo o mundo estão percebendo uma anomalia estranha nas fases lunares e começam a acompanhar durante as noites. Devido ao nosso ritmo de vida enclausurado e controlado pelo sistema, muitas pessoas ainda não perceberam esta anomalia.


Alguns cientistas também detectaram a anomalia lunar, acesse o documento da Cornell University(PDF) sobre o incremento da “excentricidade” da órbita Lunar.

Os verdadeiros cientistas são aqueles que desde a experiência empírica contrastam e observam realmente “in situ” a realidade e a natureza. A ciência claramente se constrói com evidências deste tipo, mais além dos complexos papers e formulações teóricas.

 

Conclusão:
Apesar de ser um fenômeno anômalo, esta não é a primeira vez que acontece e tudo indica que se produz cíclicamente, as possíveis causas e teorías do porquê se produz esta mudança da eliptica da Terra e o deslocamento dos polos magnéticos, nos indica que existe “algo” que está provocando todas estas mudanças.

Fonte: PlanetaGea

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!